Criadores

Pastor Holandês

Sem título

Resumo Histórico

Resumo Histórico

BREVE RESUMO HISTÓRICO: Originalmente, a função principal do Pastor Holandês era a de um cão de pastoreio na zona rural. Desde tempos remotos, ele teve uma cultura cultivável que era, entre outras coisas, cuidar dos rebanhos de ovelha. Os cães tinham que manter os rebanhos longe das plantações, então, faziam o patrulhamento das bordas da estrada e dos campos. Eles também acompanhavam os rebanhos a caminho dos prados comuns, mercados e portos. Na fazenda, mantinham as galinhas longe da horta, agrupavam as vacas para a ordenha e puxavam as carroças de leite. Também alertavam os fazendeiros se entrassem estranhos na fazenda. Por volta de 1900, o pastoreio de ovelhas desapareceu na maior parte dos Países Baixos. Suas habilidades versáteis o fizeram adequado para treinamento, o qual começou a tornar-se popular. Assim, ele iniciou em uma nova carreira, como cão policial, procurando e localizando e também, como cão de guia para cegos. Entretanto, ele ainda é capaz de fazer o pastoreio de ovelhas. O primeiro padrão da raça está datado de 12 de junho de 1898.

Aparência Geral

Aparência Geral

APARÊNCIA GERAL: Cão de tamanho e peso médios, bem proporcionado, bem musculoso com estrutura poderosa e bem balanceada. Cão de muita resistência, de temperamento vivaz e de expressão inteligente. De acordo com o tipo de pelo, a raça é distinguida nas seguintes variedades: pelo curto, pelo longo e pelo duro.

PROPORÇÕES IMPORTANTES: O comprimento do corpo (da ponta do ombro à ponta do ísquio) excede a altura na cernelha, aproximadamente, em uma proporção de 10:9, em suma, como um cão de trote. A proporção do comprimento do crânio para o focinho é 1:1.

Comportamento

Comportamento

COMPORTAMENTO / TEMPERAMENTO: Muito leal e seguro, sempre alerta, vigilante, ativo, independente, persistente, inteligente, preparado para ser obediente e com verdadeiro temperamento para o pastoreio. O Pastor Holandês trabalha de boa vontade junto ao seu dono e lida independentemente com qualquer tarefa a ele confiada. Ao agrupar rebanhos maiores, ele tem que ter a capacidade de trabalhar em conjunto com vários outros cães.

Região Craniana

Região Craniana

CABEÇA: Em boa proporção com o corpo. Vista de cima e de perfil, tem a forma de cunha. Sua forma é bastante comprida, sem rugas; com bochechas planas e sem osso malar pronunciado. Por causa do pelo, na variedade pelo duro, a cabeça aparenta ser mais quadrada, mas isso é uma ilusão.
REGIÃO CRANIANA Crânio: Plano.
Stop: Ligeiro, embora claramente presente.

Região Facial

Região Facial

REGIÃO FACIAL Focinho: Ligeiramente mais longo que o crânio, que deve ser plano. A linha superior do focinho é reta e paralela à linha superior do crânio.Trufa: Preta.Lábios: Aderentes e bem pigmentadas.Maxilares / Dentes: Mordedura em tesoura; dentição forte, regular e completa.Olhos: Escuros e de tamanho mediano. De forma amendoada e ligeiramente oblíquos. Não devem ser muito largos, nem protuberantes.Orelhas: De tamanho médio. Quando o cão está em alerta, elas são portadas altas e eretas.

Pescoço

Pescoço

PESCOÇO: Não deve ser muito curto, seco, sem barbelas e inserindo-se gradualmente no corpo.

Tronco

Tronco

TRONCO: Firme, mas não grosso. Linha superior: Existe uma transição suave, gentil, do pescoço à linha superior do corpo, no qual cabeça e pescoço são portados dentro de uma postura natural.
Dorso: Reto e firme.
Lombo: Firme, nem longo nem estreito.
Garupa: Ligeiramente inclinada, não deve ser curta.
Linha inferior e ventre: Ligeiramente esgalgada.
Peito: Profundo e suficientemente longo, sem ser estreito. Costelas ligeiramente arqueadas.
Antepeito: Bem desenvolvido.

Cauda

Cauda

CAUDA: Em repouso, deve colocar-se pendente reta ou com uma ligeira curva. Alcançando os jarretes. Em ação, portada graciosamente para cima, nunca enrolada nem pendente para os lados.

Membros Anteriores

Membros Anteriores

ANTERIORES: Poderosos, de bom cumprimento, bem musculosos. Os ossos são sólidos, mas não pesados. De modo geral, retos, mas com força suficiente nos metacarpos.
Ombros: Bem inseridos ao corpo e bem inclinados.
Braços: Comprimento aproximadamente igual ao das escápulas e bem angulados.
Patas: Ovais. Bem fechadas; dedos arqueados. Unhas pretas e almofadas plantares escuras e elásticas.

Membros Posteriores

Membros Posteriores

POSTERIORES: Poderosos e bem musculosos. Ossos sólidos mas não pesados. Sem angulação excessiva.
Coxas e pernas: De comprimento aproximadamente iguais.
Jarretes: Perpendiculares abaixo da ponta do ísquio.
Ergôs: Ausentes.
Patas: Ovais. Bem fechadas; dedos arqueados. Unhas pretas e almofadas plantares escuras e elásticas.

Movimentação

Movimentação

MOVIMENTAÇÃO: O Pastor Holandês é um trotador com movimento livre, suave e flexível, sem passadas exageradas ou largas.

Pelagem

Pelagem

PELAGEM Pelo: • Pelo Curto: Por todo o corpo se verifica pelo duro, não muito curto, com subpelo lanoso. Juba, culotes e cauda emplumada devem ser claramente visíveis.
• Pelo Longo: Por todo o corpo verifica-se um pelo longo, reto, bem caído, áspero ao toque, sem ser encaracolado ou ondulado e com um subpelo lanoso. Distinta juba e culotes. A cauda é abundantemente coberta. Cabeça, orelhas, patas e também as partes abaixo dos jarretes devem ser cobertos de pelos curtos e densos. A parte posterior dos membros anteriores mostra pelos fortemente desenvolvidos, que ficam mais curtos em direção às patas, chamado de plumas. Sem franjas nas orelhas.
• Pelo Duro: Denso, áspero e desgrenhado e lanoso; subpelo denso por todo o corpo, exceto na cabeça. O pelo deve ser rente. Os lábios superiores e inferiores devem ser bem cobertos por pelos, a barba e o bigode, os dois bem definidos; pelo áspero nas sobrancelhas, que devem ser distintas mas não exageradas. Os pelos não são macios. Os pelos no crânio e nas bochechas, são menos desenvolvidos. Visto de perfil, a cabeça tem uma aparência mais quadrada. São desejáveis os culotes fortemente desenvolvidos. A cauda é abundantemente coberta de pelos. A cor tigrada pode ser menos pronunciada por causa do pelo desgrenhado. A pelagem, na variedade pelo duro, deveria ser arrancado manualmente, em média, duas vezes ao ano.

Cor

Cor

COR: Tigrado. A cor de base é dourado ou prateado. O dourado pode variar do areia claro ao castanho avermelhado. O tigrado está claramente presente por todo o corpo, juba, culotes e cauda. Muito preto é indesejável. Uma máscara preta é preferível. Pesadas marcas brancas no peito ou patas não são desejáveis.

Tamanho

Tamanho

TAMANHO Altura na cernelha: Machos: 57 – 62 cm. Fêmeas: 55 – 60 cm.

Faltas

Faltas

FALTAS: Qualquer desvio dos termos deste padrão deve ser considerado como falta e penalizado na exata proporção de sua gravidade e seus efeitos na saúde e bem estar do cão.

Faltas Desqualificantes

Faltas Desqualificantes

FALTAS DESQUALIFICANTES • Agressividade ou timidez excessiva. • Todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou de comportamento deve ser desqualificado. • Perda de características da raça.

Nota

Nota

NOTAS: • Os machos devem apresentar os dois testículos, de aparência normal, bem descidos e acomodados na bolsa escrotal. • Somente os cães clinicamente e funcionalmente saudáveis e com conformação típica da raça deveriam ser usados para a reprodução.

VEYRON


PROPRIETÁRIO: REGINALDO PEREIRA ARANDA NETO
FONES: (51) 3318-5971 ou (51) 9805-37766
EMAIL: ivoti_raranda@msn.com